Segurança

Hoje pude perceber como estou cada vez mais independente emocionalmente da minha família 🙂 . Na minha casa estamos acostumadas a compartilhar tudo, sem poupar nenhum detalhe :/ 😮 .

Com o tempo fui percebendo que as vezes precisava saber o que eles pensavam para tomar uma decisão. Isso é péssimo. Me achava tosca pensando, “não vou fazer isso porque sei que minha mãe vai pensar tal coisa” e assim por diante.

O tempo passou e aos poucos fui percebendo que eu sou a pessoa mais sensata para colocar limites e fazer minhas próprias escolhas. Afinal quem sente e quem vive a minha vida sou eu! Como dizia Clarice Lispector…

sfp-12

Posso contar, com todos os detalhes, mas aquela sensação, olhar, respiração eu senti e mais ninguém. Enfim. Como compartilhamos desde sempre e isso por um lado é muito bacana, não tenho vontade de perder isso e sim diminuir a intensidade.

De qualquer forma, quando vivemos uma emoção grande, nem pensamos, infelizmente, só queremos contar para todos a nossa volta. Foi o que eu fiz. Contei! Não poupei nenhum detalhe e  adivinhem…. foi péssimo kkkk. Cada ser na minha família reagiu/refletiu de uma forma. Comecei a me questionar. Estava ficando louca…. o que fiz? Ao invez de meditar, pensar em outras coisas, mudar de foco…. Contei prasmiga e tive um certo apoio no começo (elas concordaram comigo) até o momento que asmiga começam a querer decidir por você e para finalizar elas contam pro ficante delas…. Te expõem. 😦

Resolvi compartilhar minha experiência com vocês. Acredito que esse tipo de situação é comum, talvez aconteça mais com as mulheres. Sei que é legal dividir com os outros o que acontece em nossa vida mas é mais legal ainda você viver isso somente com a pessoa relacionada, ninguém melhor do que vocês para se entenderem, ou com um amigo que saiba te respeitar, que não vai impor o que ele acredita e sim aceitar que cada ser é único e reage de uma forma. Alertar, questionar é uma coisa a outra é se intrometer.

Com isso pude perceber que por mais que compartilhei com a família e amigos estou adquirindo cada vez mais a minha independência emocional. Hoje tomei consciência que não estou deixando de agir da forma que acredito que seja a melhor para mim por causa dos “conselhos” alheios. Estou mais segura de mim! Ter clareza no que acreditamos e queremos faz toda diferença para adquirir nossa auto segurança. Pelo menos para mim fez 🙂

Anúncios

Estamos em 2016!

Fique refletindo sobre o que eu quero concretizar nesse ano e cheguei em algumas conclusões…

 

Quero me alimentar melhor:

.me livrar do açúcar

.comer comida sem conservantes, o mais natural possível,

.beber álcool em situações pertinentes de maneira adequada, apreciando

.fazer a desintoxicação do limão (vocês já leram o livro “O poder de cura do limão” ? É incrível!)

limao-nova-capa-baixa_1

.fazer um dia na semana de alimentação viva, não cozinhar nenhum alimento, é muito benéfico para o corpo

.comer com consciência e gratidão

 

Quero me focar nos esportes:

.voltar a praticar yoga

.dançar afro e house

.correr

.fazer musculação

.nadar/andar de bike (ainda estou pensando 😛 )

 

Quero que meu dia seja assim:

.me espreguiçar assim que acordar, faz um bem enorme para o corpo, os animais só levantam depois de espreguiçar, é um aviso para o corpo, “ei, acordei” – aproveito para escutar um mantra e agradecer por mais um dia de vida

.correr logo de manhã antes da faculdade

.meditar (um minuto por dia)

.ler, ao invés de ficar no celular

.estudar e trabalhar

.passear com as cachorras

.cuidar da casa

.cuidar do meu corpo –me alongar

 

Quero aprender mais:

.fazer mais cursos e workshops

.ler mais livros que me instigam a reflexão

.trocar mais com as pessoas

.viver o presente, o aqui e o agora!

 

Fazer metas é um assunto delicado. Colocamos nossas intenções para o universo. Hoje, eu declarei para o universo tudo que quero concretizar em 2016, as portas estão se abrindo para que isso ocorra e isso só vai se realizar se depender de mim! As escolhas são sempre minhas, posso ficar no celular ao invés de ler, posso ficar vendo TV ao invés de estudar.

Temos a opção de seguir no foco ou podemos pegar ‘atalhos’, os desvios da nossa jornada. Sabe qual o melhor de tudo? Quem escolhe querer pegar esses atalhos somos nós!

chico_xavier_procure_descobrir_o_wl

Como a escolha é minha,  eu vou conseguir, porque eu me determino! Tudo depende de mim e nada mais.

E vocês, já fizeram suas metas para 2016?

Que tenhamos um ano cheio de amor, saúde, paz, prosperidade e muita energia positiva!

 

 

 

 

 

 

Eu me amo

Faz um tempo que eu estou me sentindo rejeitada. Minha mãe não está nem ai, ela dá mais atenção para minha irmã do que pra mim, meu eu pai sumiu da minha vida e os paqueras…aquele famoso quem eu quero não me quer. Eu sei que esse sentimento de rejeição está dentro de mim, eu não me aceito por ser diferente dos padrões da minha família. Tenho consciência disso! Nesse momento, tá sendo mais fácil falar do que agir. :/

flor do dia

Esse sentimento de rejeição tá comigo já faz um tempo, mas a ficha caiu quando um cara me deu um fora. Ele me dava trela e miava sempre quando existia a possibilidade de um encontro, falei pra ele ser sincero e ele comentou que estava saindo com outra.

Eu já estava estou me sentindo rejeitada, mas quando ele falou da moça, a rejeição bateu ainda mais forte e eu fiquei na bad 😦 !! Por mais consciente e mesmo sabendo que  preciso cuidar de mim internamente (já estou tomando florais, meditando, lendo livros)….

flor do dia 1

Preferi trocar minha foto de perfil do facebook, só pra causar aquele impacto –quem nunca-. Feito isso, recebi bons like, comentários bacanudos –não só de familiares e amigos- e mensagens privadas.

Uau, arrasei #sóquenão !! Como o negocio é mais interno, nada disso serviu…quem precisa me amar, elogiar sou eu mesma!!! Palmas para mim 🙂

Bom o que eu quero dizer com esse texto é que não adiante termos uma boa teoria se não colocarmos nada em pratica, nem que seja 5 minutos por dia, dançar, meditar, orar, escrever, escutar música. É importante não taparmos o sol com a peneira, precisamos enxergar não só nossa carcaça mas também nosso interno.

Sentido

Semana passada escutei algo que me fez muito sentido…

Estava na aula “Fundamentos da Comunicação Corporal” comentando o texto “Esboço de uma Teoria das Relações entre Percepção e linguagem sobre a determinação do sentido” do autor, meu professor, Sergio Basbaum.

A palavra sentido tem um significado de direção pré embutido. Muitas vezes, quando nossa vida muda do dia para noite, procuramos novos caminhos. Buscamos um novo sentido para nossa vida 😀 !

o-sentido-da-vida

Tem gente que até se matricula na academia, kkk, frequentamos locais que nos sentimos bem recebidos, fazemos novas amizades… Enfim, de uma forma ou outra mudamos! Intrigante isso, não? 😉

Quando encontramos esse novo sentido ou quando apenas relembramos, queremos compartilhar. Nada mais legal do que dividir com o outro o que nos faz feliz, né? Por exemplo eu com esse blog ❤ !

Como falei, o que nos faz feliz, essa felicidade está dentro da gente 🙂 . Basta escutarmos o silêncio do nosso corpo. Entrarmos em contato consigo para identificar a essência do seu sentido.

Com essa facilidade de informações principalmente nas redes sociais, as vezes acabamos nos confundindo com o que realmente queremos/gostamos com o que as pessoas dizem que é bom.

O meu sentido é diferente do seu sentido e tudo bem. Afinal somos diferentes e de certa forma precisamos dessa diversidade para trocar conhecimentos.

Agora vou sentar e escutar meu coração, vou me conectar com minha essência e relembrar ou definir o que me faz acordar todos os dias para viver minha vida com amor, luz e sentido.

sriprembaba

Filme

Esses dias estou mais na minha, pensando na vida, no meu propósito. Resumindo, passei muito tempo vendo netflix (kkkk)! Estava buscando um filme que tocasse minha alma (momento ‘depre’ #amoasvezes), e pude rever “Peaceful Warrior“/”O Poder Além da Vida”, caiu como uma luva, tocou lá no fundo. Sempre que lembro indico esse filme. Ele traz uma reflexão profunda, começando por ser um filme baseados em fatos reais o que me deixa mais impressionada.

Vejam o trailer do filme 😉

peaceful warrior

Como AMO esse filme! Gosto de lembrar que a gente, somente a gente trilha nosso caminho. Podemos pedir conselhos para amigos, pais, terapeutas mas quem sempre faz as escolhas somos nós. Já dizia Sri Prem Baba, “Conheça a ti mesmo e conhecerás o universo”. É essencial sabermos quem somos! Gente, como iremos nos relacionar com quem seja (amigos, pais, professores, namorados(as)) se não sabemos quem somos? Bom, depois que comecei a me perceber através do outro (pelo espelho) senti que estou cada vez mais conectada com minha essência, com quem verdadeiramente sou. Nada mais confortante e desafiador que isso. Amo desafios heheh..

Primeiro

Desde que comecei a ler o livro do Sri Prem Baba “Amar e Ser Livre” fiquei muito reflexiva. Muito do que li, já tinha ouvido falar, algumas coisas até já faziam parte do meu mundo, porém não do meu dia a dia.

Livro

Ele começa falando que todos os relacionamentos são como se fossem um espelho, o qual muitas vezes enxergamos aquilo que ainda não integramos em nós, nosso ego, nosso lado que busca evolução. Logo que li isso, comecei a perceber nas minhas relações o porque atrai aquela pessoa e o que nela é um espelho positivo e o que é um espelho negativo (aquilo que ainda não integrei).

Percebi muitas partes que não foram integradas e fiquei muito feliz em ter adquirido essa consciência! Minha mãe sempre fala, com a consciência temos 50% do caminho andado.

Como ia dizendo, as partes que não foram integradas… então, percebi que sou arrogante, que não tenho paciência e não suporto quando as coisas não saem como eu planejei mentalmente (as vezes as pessoas nem sabem o que planejei, mas planejei tudo mentalmente :/ e sai tudo fora do meu script), gente, percebi como sou folgada… kkkk… juro… fiquei até chocada com minha folga.

Só para constar isso tudo que percebi,  foi no outro 😮 que é meu espelho tá! Lembra quando disse que Prem Baba fala que as pessoas são nosso reflexo? Nem sempre enxergamos no mesmo contexto ou com a mesma pessoa.

Af… fiquei feliz em tá com 50% do caminho andado.  Enfim, tive muitas percepções positivas que estão me fazendo questionar.

Estou aqui, para compartilhar! Sou uma jovem de 23 anos em busca de amar e ser livre com consciência.

Espero que gostem e compartilhem suas experiências 🙂